terça-feira, 8 de setembro de 2009

**COMPREENDENDO A ADORAÇÃO **


 
“Porque d`Ele, e por Ele, e para Ele são todas as coisas; glória, pois, a Ele eternamente. Amém!”

Romanos 11:36
O Senhor Jesus não apenas é a essência da nossa adoração como também, e especialmente, de todo o nosso viver, tornando-se, portanto, a própria razão de estarmos vivos.

Desta forma, para que possamos viver uma vida realmente na presença de Cristo, usufruindo o Seu amor e retribuindo com o nosso amor, com a nossa dedicação de servi-lO e de amar aqueles a quem Ele ama, é preciso que trilhemos o caminho que Ele delineou para nós. Um caminho que nos leva até Ele, que nos leva ao Seu conhecimento, ao Seu coração e aos Seus segredos.

"Amarás, pois, o Senhor teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de toda a tua força." Deuteronômio 6:5
Para compreendermos um pouco mais acerca do versículo acima, estaremos estudando um pouco sobre a etimologia (origem e formação) das palavras "adorar" (no Antigo e Novo Testamentos) e "adorador" (encontrado apenas no Novo Testamento).

A) No dicionário da língua portuguesa encontramos adorar à prestar culto a (divindade); venerar; amar extremosamente.

Estes significados já nos ajudam a esclarecer o caráter da adoração: prestar culto a Deus Pai, a Deus Filho (Jesus Cristo) e a Deus Espírito (Espírito Santo); venerar o Senhor, Seus feitos, Suas obras maravilhosas, Seu caráter; amá-lO porque Ele nos amou primeiro, por Ele ser exatamente quem Ele é: o Todo-poderoso Eu Sou nas nossas vidas. Aleluia!

No dicionário bíblico a palavra equivalente ao verbo adorar no AT[1] é sãhãh, que aparece mais de 170 vezes na Bíblia hebraica. Sua primeira ocorrência é em Gênesis 18:2:
"Levantando Abraão os olhos, olhou e eis três homens de pé em frente dele. Quando os viu, correu da porta da tenda ao seu encontro, e prostrou-se em terra."

O significado de sãhãh é exatamente este: adorar, abaixar-se, prostrar-se, curvar-se. No hebraico moderno é compreendido como curvar-se ou inclinar-se, "mas não no sentido geral de `adorar`" (Vine, 2003, p.31).
No NT encontramos equivalentes gregos para adorar, adoração e, ainda, adorador.

Existem cinco palavras referentes ao verbo adorar:

Y Pruskuneõ à formado de pros (para) e kuneõ (beijar). Referente a fazer mesura, fazer reverência a, virar-se e beijar, aproximar-se e beijar, adorar de joelhor. De todos os demais termos, este é o mais freqüente com o significado de adorar.

Exemplos: encontrado em Jo 4:21-24 e Mt 4:10 (usado para homenagear ou reverenciar a Deus); em Mt 2:2 e Hb 1:6 (para homenagear/reverenciar a Jesus); em Mt 18:26 (para fazê-lo a um homem); em Ap 13:4 (fazê-lo ao dragão e à besta); em Ap 9:20 (a demônios) e em At 7:43 (a ídolos).

Y Sebomai à referente ao ato de venerar, porém acentuando-se o sentido de temor e/ou devoção.
Exemplos: encontrado em Mt 15:9 e At 16:14 (usado para adorar a Deus) e At 19:27 (para adorar a Diana).

Y Sebazomai à variação do anterior com sentido de honrar religiosamente.


Exemplo: encontrado em Rm 1:25

Y Latreuõ à referente a servir, fazer homenagem religiosa ou prestar culto religioso.
Exemplos: encontrado em At 24:14 e Fp 3:3

Y Eusebeõ à referente a agir piamente para com.
Exemplos: encontrado em At 17:23 (com o sentido de honrais)
Acredito honestamente que nascemos para adorar e sermos íntimos de Deus. Isto faz parte da nossa natureza, do plano de Deus para a nossa criação (desde Adão e Eva).
Mas atenção, também creio que quando não estamos adorando a Deus, o fazemos a outras coisas que podem ser a nós mesmos (nossa vaidade, nosso ego, nossa preguiça...), à nossa família, à televisão e, inclusive, ao próprio satanás quando caímos em alguma de suas armadilhas (quando deixamos de meditar na Palavra, quando não investimos tempo com o Senhor Jesus...).
Veja nos versículos citados e em tantas outras passagens bíblicas quantas vezes se adorou aquilo que era errado, aquilo que não devia receber qualquer adoração ou culto.

Pela etimologia do verbo adorar percebemos que, biblicamente, não existe nada que nos limite a manifestar nosso amor e reconhecimento a Deus exclusivamente por meio de cânticos e louvores.

Conforme W. E. Vine “A adoração a Deus (...) pode ser amplamente considerada como o reconhecimento direto a Deus, da Sua natureza, atributos, caminhos e reivindicações, quer pela saída do coração em louvores e ações de graça, quer por ações feitas em tal reconhecimento” (Vine, 2003, p.375).

É possível, portanto, expressarmos nossa adoração a Deus quando nos prostramos diante d`Ele e humilhamos nossa auto-suficiência (Mt 18:4); quando nos curvamos e reconhecemos que Ele é o único Deus em nossas vidas; quando nos inclinamos diante do Seu trono e beijamos os Seus pés e as Suas mãos; quando fazemos reverências, quando damos a Ele a glória devida por tudo o que passamos (quer as boas, quer as difíceis situações); quando O homenageamos por sua majestade, por Seu carinho conosco, pelas transformações operadas em nossas vidas; quando O servimos porque O amamos, para alegrá-lO e nos tornarmos Seus amigos (Jo 15:15); quando a Ele prestamos culto através da nossa vida reta e da administração que fazemos do ministério que Jesus nos confiou (Jo 25:14-10).
Agora eu pergunto: não podemos expressar tudo o que consta no parágrafo anterior por meio da dança? Em alguns casos não fica até mais fácil de fazê-lo?

B) Adoração: existem três palavras referentes ao verbo adorar no NT:

Y Sebasma à denota objeto de adoração (em At 17:23) e se adora (em 2 Ts 2:4)

Y Ethelothreskeia ou kia à formado de ethelo (querer) e threskeia (adoração). Referente a adoração da vontade. Em Cl 2:23 tem o sentido de devoção voluntária (adoração voluntariamente adotada).

Y Threskeia ou kia à denota literalmente o substantivo adoração. Em Cl 2:18 tem o sentido de culto.

No dicionário da língua portuguesa adoração é à ato de adorar; culto a Deus; amor profundo, excessivo; veneração.


C) Adorador, segundo o dicionário da língua portuguesa à aquele que adora; venerador; apaixonado.


No NT existem quatro palavras que denotam adorador:

Y Proskunetes à referente a aquele que homenageia ou faz reverência ao Ser adorado. Encontrado em Jo 4:23.

Y Neõkoros à denota guardador. Encontrado em At 19:35.

Y Theosebes à formado de theos (Deus) e sebomais (venerar). Denota que reverencia a Deus. É usado em Jo 9:31 com o significado de temente a Deus.

Y Latreuõ à em Hb 10:2 tem o sentido de ministrantes, no particípio presente, o que, literalmente, significa adoradores.
É perceptível que algo no AT impedia o homem de ter acesso à intimidade do Senhor. Era o pecado que fazia essa separação ou impedimento. A adoração a Deus era, como vimos pela etimologia das palavras, algo bastante ritualístico: apresentar o holocausto e curvar-se, prostrar-se diante do Senhor.

Mas aleluia, Jesus veio e venceu. É clara a diferença entre o ato de adorar do Antigo e o do NT. O relacionamento de intimidade com o Pai foi restabelecido por Jesus. Agora, os movimentos já são mais expressivos. Abaixar-se e beijar (reverência ao Senhor com a novidade do beijo, algo extremamente íntimo), aproximar-se e beijar (Jesus abriu a porta e nos mostrou o caminho até o Pai), adorar de joelhos, fazer mesura, servir, homenagear.
Podemos demonstrar cada uma das formas acima citadas, expressando-as na adoração com dança, mas não mostrando apenas como fazê-lo, pois seria artificial e teatral. É necessário viver a adoração, afinal ela é fruto de um amor profundo a Deus.


Apesar dessas novas expressões (ou significados), o temor a Deus e a reverência não foram abolidos por Jesus. Ao contrário, vemos n’Ele o exemplo maior de uma pessoa temente a Deus. Em todo o Evangelho, Ele jamais fez algo que não fosse da vontade perfeita de Seu Pai.


Agia assim por temor, ou seja, por um grande respeito que nutria por Deus. É preciso lembrar que temor é diferente de medo, mas semelhante à reverência, “por meio da qual o indivíduo reconhece o poder e a posição do indivíduo reverenciado e lhe presta respeito formal” (Vine, 2003, p.301).
Nesse sentido, a submissão está implícita ao temor. Vale lembrar que o temor a Deus é o princípio da sabedoria (Pv 1:7). Quer ser sábio? Tema a Deus e O reverencie (aqui também entra a adoração).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
© Template Scrap Suave|desenho Templates e Acessórios| papeis Bel Vidotti