sexta-feira, 11 de setembro de 2009

*-._.-* *-._.-* Por que "12" *-._.-* *-._.-*

12 é o número que fala da totalidade perfeita; na economia de Deus é a perfeição na ciência, no conhecimento.




. Israel tinha 12 estandartes quando saiu do Egito. “Assim partiram pela primeira vez segundo a ordem do SENHOR, por intermédio de Moisés. Porque primeiramente partiu a bandeira do arraial dos filhos de Judá segundo os seus exércitos; e sobre o seu exército estava Naassom, filho de Aminadabe. E sobre o exército da tribo dos filhos de Issacar, Natanael, filho de Zuar. E sobre o exército da tribo dos filhos de Zebulom, Eliabe, filho de Helom. Então desarmaram o tabernáculo, e os filhos de Gérson e os filhos de Merari partiram, levando o tabernáculo. Depois partiu a bandeira do arraial de Rúben segundo os seus exércitos; e sobre o seu exército estava Elizur, filho de Sedeur. E sobre o exército da tribo dos filhos de Simeão, Selumiel, filho de Zurisadai. E sobre o exército da tribo dos filhos de Gade, Eliasafe, filho de Deuel. Então partiram os coatitas, levando o santuário; e os outros levantaram o tabernáculo, enquanto estes vinham. Depois partiu a bandeira do arraial dos filhos de Efraim segundo os seus exércitos; e sobre o seu exército estava Elisama, filho de Amiúde. E sobre o exército da tribo dos filhos de Manassés, Gamaliel, filho de Pedazur. E sobre o exército da tribo dos filhos de Benjamim, Abidã, filho de Gideoni. Então partiu a bandeira do arraial dos filhos de Dã, fechando todos os arraiais segundo os seus exércitos; e sobre o seu exército estava Aieser, filho de Amisadai. E sobre o exército da tribo dos filhos de Aser, Pagiel, filho de Ocrã. E sobre o exército da tribo dos filhos de Naftali, Aira, filho de Enã. Esta era a ordem das partidas dos filhos de Israel segundo os seus exércitos, quando partiam.” (Números 10:13-28).



Jacó teve 12 filhos, dos quais saíram as 12 tribos de Israel. “E serão aquelas pedras segundo os nomes dos filhos de Israel, doze segundo os seus nomes; serão esculpidas como selos, cada uma com o seu nome, para as doze tribos.” (Êxodo 28:21)



Josué separou 12 pedras, e nelas escreveu os nomes das 12 tribos. “Tomai do povo doze homens, de cada tribo um homem. E mandai-lhes, dizendo: Tirai daqui, do meio do Jordão, do lugar onde estavam firmes os pés dos sacerdotes, doze pedras; e levai-as convosco à outra margem e depositai-as no alojamento em que haveis de passar esta noite. Chamou, pois, Josué os doze homens, que escolhera dos filhos de Israel; de cada tribo um homem. E disse-lhes Josué: Passai adiante da arca do Senhor vosso Deus, ao meio do Jordão; e cada um levante uma pedra sobre o ombro, segundo o número das tribos dos filhos de Israel. Para que isto seja por sinal entre vós; e quando vossos filhos no futuro perguntarem, dizendo: Que significam estas pedras. Então lhes direis que as águas do Jordão se separaram diante da arca da aliança do SENHOR; passando ela pelo Jordão, separaram-se as águas do Jordão; assim estas pedras serão para sempre por memorial aos filhos de Israel. Fizeram, pois, os filhos de Israel assim como Josué tinha ordenado, e levantaram doze pedras do meio do Jordão como o SENHOR dissera a Josué, segundo o número das tribos dos filhos de Israel; e levaram-nas consigo ao alojamento, e as depositaram ali.” (Js 4:2-8)



Doze homens foram espiar a Terra Prometida. “E falou o Senhor a Moisés, dizendo: Envia homens que espiem a terra de Canaã, que eu hei de dar aos filhos de Israel; de cada tribo de seus pais enviareis um homem, sendo cada um príncipe entre eles. E enviou-os Moisés do deserto de Parã, segundo a ordem do Senhor; todos aqueles homens eram cabeças dos filhos de Israel. E estes são os seus nomes: Da tribo de Rúben, Samua, filho de Zacur; Da tribo de Simeão, Safate, filho de Hori; Da tribo de Judá, Calebe, filho de Jefoné; Da tribo de Issacar, Jigeal, filho de José; Da tribo de Efraim, Oséias, filho de Num; Da tribo de Benjamim, Palti, filho de Rafu; Da tribo de Zebulom, Gadiel, filho de Sodi; Da tribo de José, pela tribo de Manassés, Gadi filho de Susi; Da tribo de Dã, Amiel, filho de Gemali; Da tribo de Aser, Setur, filho de Micael; Da tribo de Naftali, Nabi, filho de Vofsi; Da tribo de Gade, Geuel, filho de Maqui. Estes são os nomes dos homens que Moisés enviou a espiar aquela terra; e a Oséias, filho de Num, Moisés chamou Josué.” (Números 13:1-16)



Davi tinha 12 chefes das tribos de Israel. “Então os chefes dos pais, e os príncipes das tribos de Israel, e os capitães de mil e de cem, até os chefes da obra do rei, voluntariamente contribuíram. E deram para o serviço da casa de Deus cinco mil talentos de ouro.” (I Crônicas 29:6,7)



Salomão tinha 12 chefes, chamados príncipes. “E tinha Salomão doze oficiais sobre todo o Israel, que proviam ao rei e à sua casa; e cada um tinha que abastecê-lo por um mês no ano.” (I Reis 4:7)



A Nova Jerusalém tem 12 portas. “E tinha um grande e alto muro com doze portas, e nas portas doze anjos, e nomes escritos sobre elas, que são os nomes das doze tribos dos filhos de Israel... E o muro da cidade tinha doze fundamentos, e neles os nomes dos doze apóstolos do Cordeiro. E aquele que falava comigo tinha uma cana de ouro, para medir a cidade, e as suas portas, e o seu muro. E a cidade estava situada em quadrado; e o seu comprimento era tanto como a sua largura. E mediu a cidade com a cana até doze mil estádios; e o seu comprimento, largura e altura eram iguais. E mediu o seu muro, de cento e quarenta e quatro côvados, conforme a medida de homem, que é a de um anjo. E a construção do seu muro era de jaspe, e a cidade de ouro puro, semelhante a vidro puro. E os fundamentos do muro da cidade estavam adornados de toda a pedra preciosa. O primeiro fundamento era jaspe; o segundo, safira; o terceiro, calcedônia; o quarto, esmeralda. O quinto, sardônica; o sexto, sárdio; o sétimo, crisólito; o oitavo, berilo; o nono, topázio; o décimo, crisópraso; o undécimo, jacinto; o duodécimo, ametista. E as doze portas eram doze pérolas; cada uma das portas era uma pérola; e a praça da cidade de ouro puro, como vidro transparente.” (Apocalipse 21:12,14-21)



Jesus tinha 12 anos quando ascendeu a Jerusalém para fazer o Bar Mitzvah. “E, quando acabaram de cumprir tudo segundo a lei do Senhor, voltaram à Galiléia, para a sua cidade de Nazaré. E o menino crescia, e se fortalecia em espírito, cheio de sabedoria; e a graça de Deus estava sobre ele. Ora, todos os anos iam seus pais a Jerusalém à festa da páscoa. E, tendo ele já doze anos, subiram a Jerusalém, segundo o costume do dia da festa.” (Lucas 2:39-42)



Após subir ao monte para orar, Jesus escolheu 12 discípulos. “E subiu ao monte, e chamou para si os que ele quis; e vieram a ele. E nomeou doze para que estivessem com ele e os mandasse a pregar. E para que tivessem o poder de curar as enfermidades e expulsar os demônios. A Simão, a quem pôs o nome de Pedro. E a Tiago, filho de Zebedeu, e a João, irmão de Tiago, aos quais pôs o nome de Boanerges, que significa: Filhos do trovão. E a André, e a Filipe, e a Bartolomeu, e a Mateus, e a Tomé, e a Tiago, filho de Alfeu, e a Tadeu, e a Simão o Zelote. E a Judas Iscariotes, o que o entregou.” (Marcos 3:13-19)



Os discípulos de Jesus, posteriormente, tornaram-se 12 Apóstolos. “E aconteceu que naqueles dias subiu ao monte a orar, e passou a noite em oração a Deus. E, quando já era dia, chamou a si os seus discípulos, e escolheu doze deles, a quem também deu o nome de apóstolos.” (Lucas 6:12,13)



O modelo dos 12 nos devolve ao sacerdócio, deve estar no peito. “Farás também o peitoral do juízo de obra esmerada, conforme à obra do éfode o farás; de ouro, de azul, e de púrpura, e de carmesim, e de linho fino torcido o farás. Quadrado e duplo, será de um palmo o seu comprimento, e de um palmo a sua largura. E o encherás de pedras de engaste, com quatro ordens de pedras; a ordem de um sárdio, de um topázio, e de um carbúnculo; esta será a primeira ordem. E a segunda ordem será de uma esmeralda, de uma safira, e de um diamante. E a terceira ordem será de um jacinto, de uma ágata, e de uma ametista. E a quarta ordem será de um berilo, e de um ônix, e de um jaspe; engastadas em ouro serão nos seus engastes. E serão aquelas pedras segundo os nomes dos filhos de Israel, doze segundo os seus nomes; serão esculpidas como selos, cada uma com o seu nome, para as doze tribos.” (Ex 28:15-21).



Por toda essa significação, cada um dos 12 é uma pedra preciosa de valor.



O objetivo dos 12 é possibilitar que toda a Igreja seja ministrada na mesma linguagem, e que todos sejam acompanhados individualmente. O objetivo funcional é que todos os 12 tenham células, façam o Reencontro e Encontro de Níveis, bem como os demais Encontros que a Visão oferecer, pois na Visão Celular, todos são convocados a serem líderes e precisam de treinamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
© Template Scrap Suave|desenho Templates e Acessórios| papeis Bel Vidotti